Ronaldinho Gaúcho foi um daqueles jogadores que marcou época, que teve brilhos e apagões, mas que no final é lembrado por tudo o que fez dentro de campo. Ronaldinho, na verdade, tornou-se um pouco folclórico, muito pelas brincadeiras, dele e de torcedores, fora de campo. O apelido de “bruxo” e os seus “rolês aleatórios”, sem nenhuma dúvida, são marcas desse ex-jogador que quase fez chover em campo e foi aplaudido pela torcida do rival, em um clássico, no estádio dele. Aqui neste texto, vamos mostrar um pouco sobre porque nenhum jogador fez história como Ronaldinho Gaúcho. Ronaldinho Gaúcho: A história de um craque Ronaldinho Gaúcho ficou conhecido por muitos motivos no futebol, como seus dribles extremamente desconcertantes, seus passes cheios de estilo e os golaços que fez ao longo da carreira. Ele teve jogos mágicos e noites de grandes atuações, como aquela no Santiago Bernabéu, contra o Real Madrid. Tudo isso ajudou a construir a lenda sobre o jogador, que ganhou duas vezes o prêmio de melhor do mundo, em 2004 e 2005, e é considerado um dos maiores que já passaram pelos campos do planeta. Mas RG já chamava a atenção quando ainda era um jovem, quando ainda não era o maestro do Barcelona, que conquistou uma Champions League, e quando já veterano ganhou a Libertadores pelo Galo. Ronaldinho iniciou nos campos nos juniores do Grêmio no ano de 1987 e permaneceu no time até subir para os profissionais, em 1998, e desde sua estreia já chamou a atenção de todos. Com apenas 17 anos, o Gaúcho estreou pelo Grêmio contra o Vasco, pela Libertadores, e em seu primeiro jogo já encantou a todos afinal, cobrou o escanteio que gerou o gol e deu a vitória ao tricolor. Esse era apenas o início de uma trajetória marcante de um jogador de brilho e que na temporada seguinte tornou-se titular do time de Porto Alegre, encantando todos com os seus lindos dribles e jogadas incomuns. Foi no Grêmio, em 1999, em um clássico contra o Internacional, que ele fez uma das jogadas mais icônicas em sua carreira, um “elástico de letra” em cima de Dunga, capitão da seleção brasileira em duas copas do mundo. O jogo também foi marcante para ele por ter sido o 1º título do jogador como profissional e por levá-lo até a Seleção Brasileira, iniciando a sua trajetória com a canarinho. Ronaldinho Gaúcho no Barcelona Antes de chegar ao Barcelona, Ronaldinho Gaúcho passou pelo PSG, mas foi no time catalão onde ele viveu o melhor período da sua carreira e tudo começou no ano de 2003, 12 meses após o título mundial com a Seleção, no Japão. Ronaldinho foi o responsável direto pela revolução que aconteceu com o Barcelona a partir daquele momento e que teve continuidade com Lionel Messi. Quando o argentino era apenas um garoto, Ronaldinho já era a estrela máxima do Barça e marcava gols importantes, fazia jogadas incríveis e humilhava adversários em campo. O seu gol contra o Sevilla, quando saiu do campo de defesa, passou facilmente por 2 defensores adversários e fez um golaço chutando de longa distância, foi uma das suas primeiras obras primas. Além do título de melhor do mundo, o craque brasileiro ajudou o Barcelona a reconquistar a La Liga nas temporadas 2004-2005 e 2005-2006, após seis anos, e a ganhar a Champions 2005-2006 depois de 14 anos. Para se ter uma ideia de como esse período foi mágico para o craque, as duas temporadas, 2004 e 2005, são até hoje consideradas como as melhores de um jogador individualmente na história do futebol. Foi nessa época também que ele eternizou seus passes ao tocar para um lado enquanto olhava para o outro, inclusive, foi dessa forma que saiu a assistência para o 1º gol de Messi como profissional do Barcelona. O período de glórias na Espanha acabou em 2008 para Ronaldinho, quando após muitas lesões e problemas sérios com a diretoria, o craque brasileiro saiu para o Milan. Entretanto, sua passagem pelo Barça foi marcante para os amantes do futebol, resultando em 108 gols em 207 jogos disputados. Os títulos de Ronaldinho Gaúcho Nós já citamos aqui um pouco sobre os títulos que o jogador ganhou, mas aqui vamos falar mais especificamente sobre eles. Ao longo da sua carreira, Ronaldinho ganhou 16 taças por 6 clubes diferentes, o que é um marco, não há como negar. Entre os mais importantes estão o título da Champions pelo Barça e da Libertadores pelo Galo, que foi inédito na história do clube mineiro. Além disso, ele ganhou campeonatos estaduais, como quando atuou pelo Flamengo e Grêmio, ligas nacionais, por Barcelona e Milan, além de outros mais. Atuando pela Seleção Brasileira, o título mais importante do jogador foi a Copa do Mundo de 2002, disputada na Coréia do Sul e no Japão. Ele ainda conquistou uma Copa América e tem um título da Copa das Confederações, o que demonstra seu enorme sucesso atuando pela seleção canarinho. Em termos de prêmios individuais, como citado, ele venceu duas vezes o prêmio de Melhor do Mundo, justamente nas duas temporadas em que atuou de maneira mágica pelo Barcelona. Com isso, fica claro porque ele é um dos maiores da história, não é? Conclusão Como você viu, Ronaldinho Gaúcho é um dos maiores da história do futebol, mas para muitos especialistas, jamais alguém fez tanta história como ele, e aqui nós resolvemos falar o porquê. Neste texto, você pôde conhecer um pouco mais sobre o porquê desse jogador ter sido tão histórico e acumular fãs até hoje, mesmo muitos anos depois de ter encerrado a carreira e jogado em alto nível. Ronaldinho foi um atleta que revolucionou os times por onde passou, como Barça e Galo, e que encantou torcedores dos seus clubes e adversários, e isso é algo que poucos conseguiram na história. Gostou do artigo de hoje sobre por que nenhum jogador fez história como Ronaldinho Gaúcho?

Por que nenhum jogador fez história como Ronaldinho Gaúcho?

Ronaldinho Gaúcho foi um daqueles jogadores que marcou época, que teve brilhos e apagões, mas que no final é lembrado por tudo o que fez dentro de campo.

Continua após a publicidade..

Ronaldinho, na verdade, tornou-se um pouco folclórico, muito pelas brincadeiras, dele e de torcedores, fora de campo.

O apelido de “bruxo” e os seus “rolês aleatórios”, sem nenhuma dúvida, são marcas desse ex-jogador que quase fez chover em campo e foi aplaudido pela torcida do rival, em um clássico, no estádio dele.

Continua após a publicidade..

Aqui neste texto, vamos mostrar um pouco sobre porque nenhum jogador fez história como Ronaldinho Gaúcho.

Ronaldinho Gaúcho: A história de um craque

Ronaldinho se despede: 'Vivi intensamente este sonho de criança' | Placar -  O futebol sem barreiras para você

Ronaldinho Gaúcho ficou conhecido por muitos motivos no futebol, como seus dribles extremamente desconcertantes, seus passes cheios de estilo e os golaços que fez ao longo da carreira.

Ele teve jogos mágicos e noites de grandes atuações, como aquela no Santiago Bernabéu, contra o Real Madrid.

Tudo isso ajudou a construir a lenda sobre o jogador, que ganhou duas vezes o prêmio de melhor do mundo, em 2004 e 2005, e é considerado um dos maiores que já passaram pelos campos do planeta.

Mas RG já chamava a atenção quando ainda era um jovem, quando ainda não era o maestro do Barcelona, que conquistou uma Champions League, e quando já veterano ganhou a Libertadores pelo Galo.

Ronaldinho iniciou nos campos nos juniores do Grêmio no ano de 1987 e permaneceu no time até subir para os profissionais, em 1998, e desde sua estreia já chamou a atenção de todos.

Com apenas 17 anos, o Gaúcho estreou pelo Grêmio contra o Vasco, pela Libertadores, e em seu primeiro jogo já encantou a todos afinal, cobrou o escanteio que gerou o gol e deu a vitória ao tricolor.

Esse era apenas o início de uma trajetória marcante de um jogador de brilho e que na temporada seguinte tornou-se titular do time de Porto Alegre, encantando todos com os seus lindos dribles e jogadas incomuns.

Foi no Grêmio, em 1999, em um clássico contra o Internacional, que ele fez uma das jogadas mais icônicas em sua carreira, um “elástico de letra” em cima de Dunga, capitão da seleção brasileira em duas copas do mundo.

O jogo também foi marcante para ele por ter sido o 1º título do jogador como profissional e por levá-lo até a Seleção Brasileira, iniciando a sua trajetória com a canarinho.

Ronaldinho Gaúcho no Barcelona

Nos 39 anos de Ronaldinho Gaúcho, recorde em vídeos alguns momentos  marcantes do "Bruxo" | blog do gustavo garcia | ge

Antes de chegar ao Barcelona, Ronaldinho Gaúcho passou pelo PSG, mas foi no time catalão onde ele viveu o melhor período da sua carreira e tudo começou no ano de 2003, 12 meses após o título mundial com a Seleção, no Japão.

Ronaldinho foi o responsável direto pela revolução que aconteceu com o Barcelona a partir daquele momento e que teve continuidade com Lionel Messi.

Quando o argentino era apenas um garoto, Ronaldinho já era a estrela máxima do Barça e marcava gols importantes, fazia jogadas incríveis e humilhava adversários em campo.

O seu gol contra o Sevilla, quando saiu do campo de defesa, passou facilmente por 2 defensores adversários e fez um golaço chutando de longa distância, foi uma das suas primeiras obras primas.

Além do título de melhor do mundo, o craque brasileiro ajudou o Barcelona a reconquistar a La Liga nas temporadas 2004-2005 e 2005-2006, após seis anos, e a ganhar a Champions 2005-2006 depois de 14 anos.

Para se ter uma ideia de como esse período foi mágico para o craque, as duas temporadas, 2004 e 2005, são até hoje consideradas como as melhores de um jogador individualmente na história do futebol.

Foi nessa época também que ele eternizou seus passes ao tocar para um lado enquanto olhava para o outro, inclusive, foi dessa forma que saiu a assistência para o 1º gol de Messi como profissional do Barcelona.

O período de glórias na Espanha acabou em 2008 para Ronaldinho, quando após muitas lesões e problemas sérios com a diretoria, o craque brasileiro saiu para o Milan.

Entretanto, sua passagem pelo Barça foi marcante para os amantes do futebol, resultando em 108 gols em 207 jogos disputados.

Os títulos de Ronaldinho Gaúcho

Nós já citamos aqui um pouco sobre os títulos que o jogador ganhou, mas aqui vamos falar mais especificamente sobre eles.

Ao longo da sua carreira, Ronaldinho ganhou 16 taças por 6 clubes diferentes, o que é um marco, não há como negar.

Entre os mais importantes estão o título da Champions pelo Barça e da Libertadores pelo Galo, que foi inédito na história do clube mineiro.

Além disso, ele ganhou campeonatos estaduais, como quando atuou pelo Flamengo e Grêmio, ligas nacionais, por Barcelona e Milan, além de outros mais.

Atuando pela Seleção Brasileira, o título mais importante do jogador foi a Copa do Mundo de 2002, disputada na Coréia do Sul e no Japão.

Ele ainda conquistou uma Copa América e tem um título da Copa das Confederações, o que demonstra seu enorme sucesso atuando pela seleção canarinho.

Em termos de prêmios individuais, como citado, ele venceu duas vezes o prêmio de Melhor do Mundo, justamente nas duas temporadas em que atuou de maneira mágica pelo Barcelona.

Com isso, fica claro porque ele é um dos maiores da história, não é?

Conclusão

Como você viu, Ronaldinho Gaúcho é um dos maiores da história do futebol, mas para muitos especialistas, jamais alguém fez tanta história como ele, e aqui nós resolvemos falar o porquê.

Neste texto, você pôde conhecer um pouco mais sobre o porquê desse jogador ter sido tão histórico e acumular fãs até hoje, mesmo muitos anos depois de ter encerrado a carreira e jogado em alto nível.

Ronaldinho foi um atleta que revolucionou os times por onde passou, como Barça e Galo, e que encantou torcedores dos seus clubes e adversários, e isso é algo que poucos conseguiram na história.

Gostou do artigo de hoje sobre por que nenhum jogador fez história como Ronaldinho Gaúcho?

Posts Similares